Ciro de Quadros, Herói da Saúde Pública das Américas (1940-2014)

Em nota oficial, a Organização Pan-Americana da Saúde (OPAS/OMS) informa com grande tristeza o falecimento de Dr. Ciro de Quadros, médico brasileiro, líder e pioneiro da saúde pública, que desempenhou um papel fundamental na erradicação da poliomielite nas Américas e no fortalecimento dos programas de imunização em todo o hemisfério ocidental e além.

A carreira do Dr. de Quadros coincidiu, e ajudou a acelerar, o crescente uso de vacinas para salvar vidas e eliminar doenças nas Américas e em todo o mundo.  Ele foi um dedicado e rigoroso profissional da saúde pública desde o seu primeiro cargo – médico-chefe em uma remota vila da Amazônia brasileira – ao seu trabalho na erradicação da varíola no Brasil e na Etiópia e sua liderança na área de imunização da OPAS e, posteriormente, no Instituto Sabin de Vacinas.

passing_od_dr_de_quadros_may_28_2014_1_20140529_1412182337Apenas cinco semanas antes, em 25 de abril, Quadros foi nomeado Herói da Saúde Pública das Américas, em reconhecimento a sua extraordinária liderança na área. “Esta é a maior condecoração da OPAS,” disse a diretora da OPAS/OMS, Carissa F. Etienne, ao apresentar a premiação.

“Não há ninguém que mereça mais esse prêmio do que nosso muito respeitado e amado colega, Ciro. Nós, na OPAS,  acreditamos que nenhuma pessoa fez mais pela ampliação dos benefícios da imunização para os povos de todas as Américas”, afirmou. “Sentimos um grande pesar e ao mesmo tempo o mais profundo agradecimento por seu maravilhoso e incansável comprometimento com a saúde dos povos do mundo, especialmente àquelas crianças das mais vulneráveis e desassistidas comunidades nas Américas e no mundo,” declarou o vice-diretor da OPAS, Jon K. Andrus.

No final da década de 1970, Quadros fundou o Programa Ampliado de Imunização (API) na OPAS, que ajudou os países da América Latina e do Caribe a fornecer vacinas as suas populações, as quais só estavam disponíveis anteriormente aos países mais ricos. No começo dos anos oitenta, ele iniciou a defesa da erradicação da poliomielite nas Américas, e nos anos seguintes conseguiu mobilizar com êxito apoio de especialistas em imunização, organizações e autoridades da saúde dos estados membros da OPAS.

“Muitos estavam céticos, mas você os convenceu com a completa força da sua convicção e sua provada competência,” disse Andrus na apresentação do prêmio em 25 de abril. Dr. de Quadros também encabeçou a criação do Fundo Rotativo para a Compra de Vacinas, estabelecido  em 1979, que permite que os países trabalhem coletivamente suas demandas por vacinas e outros suprimentos, alcançando economia de escala e preços mais baixos. Ele também instituiu outras práticas que se tornaram desde então institucionalizada pela OPAS e na ação regional da saúde pública mais amplamente, incluindo colaboração horizontal (país a país), avaliação rigorosa, o uso de grupos de aconselhamento técnico, e relatórios de progresso regulares sobre as estratégias regionais adotadas pelo Conselho Diretor da OPAS. “A liderança do Dr. de Quadros com certeza estabeleceu o nível para o contínuo fortalecimento da OPAS na área de imunização e, mais importante ainda, para o sucesso da nossa região na manutenção das taxas que são invejadas por outras regiões do planeta” destacou Etienne. “Ciro teve visão, persistência, rigor intelectual e coragem que são inigualáveis entre seus pares,” apontou Andrus. “Ele foi o modelo a ser seguido por todos nós, e sentiremos muito sua falta”.

No momento de seu falecimento, Quadros era vice-presidente executivo do instituto Sabin de Vacinas, onde por mais de uma década liderou esforços em defesa do encorajamento para que países de renda baixa e média priorizassem e mantivessem o financiamento para os programas de vacinas. Ele colaborou no desenvolvimento e na defesa do Plano de Ação Global para Vacinas, um marco para prevenção de milhões de mortes até 2020 por meio do acesso mais equitativo às vacinas existentes para pessoas de todas as comunidades. O plano foi endossado pelos 194 estados membros da Assembleia Mundial da Saúde, em maio de 2012. Na oportunidade do endosso, Dr. de Quadros, então co-presidente do Comitê Diretor da Década de Colaboração em Vacinas, que elaborou o plano, disse, “Se a imunização previne milhões de mortes e incontáveis doenças, não podemos descansar até que a tecnologia de vacinas salvadoras de vidas e custo-efetivas alcancem as pessoas em cada comunidade e cada país por meio desse plano global”.

Quadros faleceu tranquilamente em sua casa, no dia 28 de maio, em Washington, D.C., cercado por sua família. Ele tinha 74 anos. Fonte: OPAS

  • Instagram @braznu

    Use a hashtag #braznu no instagram e compartilhe conosco os lugares, as experiências e iniciativas, que valem a pena ser compartilhadas. Participe!

    • "Stop here, appreciate life for a minute and smile" @oraculoproject 👊🏼
Foto: @juliomfilho via #braznu / #oraculoproject
    • O novo e o antigo 😍
@dimas.gomeslima via #braznu - Recife, PE
    • @rafaelbrasilmusico confeccionando 2 incríveis 'balde-boxes' de iluminação pras nossas produções 😍
    • Minhocão 🌈
@belahornos via #braznu - São Paulo, SP
    • @magali_maschi via #braznu ❤️ Pelourinho - Salvador, BA
    • @rosanamoutinhoferreira via #braznu 💚
  • Talks

  • Peça sua música / Com Rafael Brasil

    Quadro com o músico gaúcho Rafael Brasil, que valoriza grandes nomes da Música Popular Brasileira. Toda semana, um novo pedido dos nossos seguidores.

  • ir para o topo da página

    ASSINE NOSSA NEWSLETTER

    Receba novidades sobre nossos conteúdos, atividades e promoções.